MANIFESTO DE REPÚDIO DO POVOS INDÍGENAS DIANTE DA MILITARIZAÇÃO DA FUNAI ATRAVÉS DA NOMEAÇÃO DO CORONEL RENATO VIDAL SANT’ANNA PARA A CTL DE CAMPO GRANDE EM MATO GROSSO DO SUL.

indigenas

 Ao Sr. Alexandre de Morais. Ministro de Estado da Justiça e Cidadania

Caro Senhor Ministro da Justiça;

Nós lideranças dos povos indígenas presentes em RO, TO e MS: Guarani Kaiowa, Guarani Nhandeva, Terena, Kinikinau, Avá Canoeiro, Krahô, Xerente, Apinayé, Aikana, Cassupá, Puruburá, Migueleno, Kujubin, Wayoro, Sakyrabiat, Karitiana, Mamaidê-Nambikuara, Uru Eo, Guarasugne, Cabixi e Kwaza queremos afirmar categoricamente que NÃO ACEITAREMOS A MILITARIZAÇÃO DA FUNAI.

A nomeação do Coronel do Exército Sr. Renato Vidal Sant’ana para a CTL de Campo Grande em Mato Grosso do Sul, é uma afronta a memória genocida de nossos povos. Os militares, em especial no período da ditadura civil-militar, estão ligados diretamente à uma série de casos terríveis de repressão, de deslocamentos forçados de nossas comunidades, de indígenas torturados, assassinados e esbulho territorial. Os coronéis na Funai promoveram ingerências em nossos modos de vida, que até hoje colhemos os impactos negativos desta atuação. Se não bastasse essa realidade de militarização genocida, o nomeado é flagrantemente um RURALISTA, comemorado pelas entidades de Classe no Mato Grosso do Sul, e isto é INADMISSÍVEL E INTOLERÁVEL.

Trata-se de uma grave violência ética contra o sangue derramado de nossos povos em conflitos Brasil afora. Não aceitaremos que o órgão indigenista oficial seja aparelhado por NENHUM OUTRO GESTOR RURALISTA, MILITAR, REACIONÁRIO OU FUNDAMENTALISTA que represente qualquer segmento historicamente ligado a quaisquer mecanismos de repressão. A nomeação sem qualquer tipo de Consulta, não só viola o respeito a nossa autodeterminação, mas fundamentalmente o reconhecimento constitucional de nossos modos de vida e principalmente o Direito de consulta ao Povos indígenas em temas que lhes afetam.

Chega de TUTELA, Chega de AUTORITARISMO. Exigimos a IMEDIATA revogação da Nomeação e RECONDUÇAO DO ATUAL COORDENADOR REGIONAL DA CTL EM CAMPO GRANDE.

Conclamamos patrícios e parentes de todo o Brasil em resistir de forma unitária e permanente a estas imposições e desrespeito do Governo Temer.

Anúncios
Esse post foi publicado em Memória. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s