NOTA DE PESAR

logo pequena
O Coletivo Catarinense Memória, Verdade, Justiça recebeu com pesar a notícia da morte de Rogério Queiroz, no dia 12 de janeiro.
Rogério era advogado e foi vereador em Florianópolis pelo MDB de 1983 a 1988. Antes disso, foi presidente da União Catarinense de Estudantes Secundaristas (UCES) e da União Catarinense de Estudantes (UCE), na década de 60, tendo sido preso por duas vezes em 1964. Por sua prisão, conseguiu anistia política em 2009, no governo Lula, após ser sancionada a lei 10559/2002.
Em agosto de 2013,  prestou depoimento à Comissão Estadual da Verdade, na ALESC, contribuindo para a reconstrução da história da luta do movimento estudantil  catarinense contra a Ditadura Militar.
Ele faleceu aos 75 anos.
Anúncios