Higino Joao Pio

Higino João Pio foi o primeiro prefeito de Balneário Camboriú, eleito pelo PSD em 1965

Em fevereiro de 1969 , na quarta-feira de cinzas, Higino João Pio e outros funcionários da Prefeitura foram presos por agentes da Polícia Federal e conduzidos para a Escola de Aprendizes de Marinheiros de Florianópolis. No dia 3 de março, a família foi notificada de sua morte, por suicídio.

A Comissão Especial de Mortos Desaparecidos Políticos localizou no Superior Tribunal Militar o IPM instaurado por ocasião de sua morte. Fica evidente, pelo exame das fotos ali contidas, que a cena de suicídio fora forjada, buscaram-se novas informações acerca da prisão.

A Comissão Nacional da Verdade nomeou três peritos para análise do laudo e a perícia confirmou o assassinato do Prefeito. Era um homem de grande porte e está com os pés completamente apoiados no chão, ficando clara a montagem da cena para sustentar a verão de suicídio,

Apesar do medo, o enterro do prefeito foi o mais concorrido do cemitério de Itajaí e seu nome, desde 1976, batizou uma importante praça daquele concorrido balneário catarinense.

Assassinado em março de 1969 na Escola de Marinheiros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s