Manoel Alves Ribeiro – MIMO

Nascem aos 13 dias de março de 1903, Imaruí.

Mimo era dotado de uma inteligência, habilidade e perspicácia incomuns. Seus discursos tinham coerência, convicção revolucionária e bom humor.

Trabalhou construção da ponte Hercílio Luz, símbolo da cidade de Florianópolis onde viveu  maior parte viveu de sua vida. Orgulhava-se da profissão, e dizia com orgulho: “sou operário eletricista”. Fazia instalações com perfeição, até do quartel onde esteve preso.

Foi vereador pelo PCB – Partido Comunista Brasileiro.

Mimo visitou a União Soviética, como militante do PCB. Testemunhou a construção da sociedade socialista soviética, sua ascensão e nos últimos anos de sua vida a desintegração do campo socialista do leste europeu e da URSS.

Além de seu exemplo de vida e de militância, deixou um relato autobiográfico intitulado “Caminho”, livro publicado em meados dos anos 80, repleto de histórias, pleno de sua experiência de vida.

Mimo deixou 03 filhos – Glorinha, Telmo e Luiz Carlos.

Uma vida de disciplina, firmeza e dedicação, valorizando as atitudes positivas de todos.

A escritora catarinense Zuleika Lenzi durante o velório seu disse mais ou menos o seguinte: “Vocês que não viram este homem discursar em praça pública, perderam a oportunidade de se encantar, como eu me encantei quando via o Mimo pegar um engradado, subir encima dele e se dirigir ao povo com uma singeleza e uma ternura muito próprias, com palavras justas, sábias e de confiança no nosso povo e na necessidade de lutarmos”.

DATA FALECIMENTO: 29 de setembro de 1994.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s