Roberto Motta

O Roberto foi casado com Maria Rita Teixeira Bessa.

Teve três filhos: Carlos Eduardo, Rafael e Ariana.

Integrou a geração de 68, que permaneceu mobilizada o ano inteiro contra a ditadura. Em outubro de 68 foi detido no Congresso da UNE, em Ibiúna.

Militante do PCB – foi detido novamente em 1975 na Operação Barriga Verde, sendo bastante torturado.

Com a anistia elegeu-se deputado estadual ocupando cargos no governo Pedro Ivo Campos.

Foi Juiz do Trabalho  da 12ª região,  aprovado em concurso público de provas e títulos, cargo do qual se aposentou em 1998, tendo retomado o exercício da advocacia, por um período bem curto.

Faleceu em 29 de março de 1999, com 52 anos de idade, vítima de um infarto fulminante.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s